×

PIMENTON DOCE DE LA VERA D.O.P. VEGACÁCERES

Páprica doce da Vera fabricada e embalada por VegaCáceres em vários formatos pode 75grs. garrafa 910grs. saco 1Kg. e saco 5Kgs.

Ler maisMostrar menos
1,81 € (com IVA)
FORMATO
Referência:
Marca:
Etiquetas:
Gosto0
Produtos relacionados
Descrição

Páprica doce da Designação Vera Protegida de Origem fabricada e embalada por VegaCáceres em vários formatos pode 75grs. garrafa 910grs. saco 1Kg. e saco 5Kgs.

ORIGEM E MEIO AMBIENTE

O cultivo de pimenta para páprica é introduzido em La Vera no século XVI pelos monges Jerónimos do Mosteiro de Yuste.

Desde então, se espalha por La Vera, tornando-se um dos produtos mais genuínos da região.

Em La Vera, a pimenta para páprica desfruta de um microclima privilegiado para seu desenvolvimento natural, graças à proteção da Serra de Tormantos, com temperaturas muito amenas no inverno e verões secos, sem esquecer a alta disponibilidade de água, devido aos abundantes fluxos dos desfiladeiros e do rio Tiétar

As pimentas cultivadas são da espécie "Capsicum annum" e da subespécie cerasiforme e longum que dão origem a três tipos de páprica: Doce, Agridoce e Picante.

CULTIVO

No mês de março, o cultivo começa em sementes, nas quais permanece até maio, procedendo ao seu transplante.

O quadro de plantio mais utilizado é 0,90 m x 0,32 m (aproximadamente 35.000 plantas/ha).

A irrigação é aspersor e localizada, permitindo um uso mais eficaz da água disponível.

O ciclo da cultura dura até o final de setembro, período em que o grau de amadurecimento da fruta é o mais adequado e é quando as pimentas cuidadosamente selecionadas são coletadas manualmente.

SECAGEM

A secagem "Fumaça" é realizada em secadoras verticais com casa mais baixa, construída na própria fazenda do agricultor.

Esse sistema foi a alternativa lógica à impossibilidade de secar os frutos ao sol, como em outras áreas, devido às chuvas de outono, coincidindo com a colheita da fruta.

As secadoras consistem em piso térreo e piso superior. No térreo ou câmara de combustão, a casa de lenha é colocada. No piso superior, localizado a 2,5 m do chão, as frutas são depositadas, formando uma camada de 70 a 80 cm. Esta planta é formada por um splicing de ripas de pinheiro colocadas de 1 a 2 cm de distância uma da outra e ancoradas em castanheiras. O calor e a fumaça produzidos pela lenha de carvalho e carvalho holm, sobem por convecção, através da estrutura de tábuas secando a camada de pimentas que são colocadas sobre ele. O telhado é construído de azulejo árabe para permitir a saída de gases de gripe...

... durante o qual as mãos especializadas sabiamente giram as pimentas até que o grau ideal de secagem seja alcançado. Essa secagem artesanal, lenta, macia e pouco agressiva faz com que as frutas mantenham seu teor carotenoide. Isso é possível já que a vida metabólica da fruta não termina na colheita, mas, por um certo tempo, os processos enzimáticos continuam ativos, possibilitando a biosíntese e a transformação dos pigmentos, tudo dependendo da umidade do fruto e da temperatura do ambiente externo. Essa particularidade só ocorre com este sistema de secagem.

A secagem de fumaça dá à Páprica de la Vera suas três características fundamentais: aroma, sabor e estabilidade de cores, que a tornam diferente de outras pápricas.

Ler maisMostrar menos
Dados do produto
Avaliações
Sem comentários
Clientes que compraram este produto também compraram:

Menu

Configurações

Criar uma conta gratuita para guardar itens queridos.

Entrar